TSE começa a julgar duas ações da campanha de Bolsonaro contra Lula

Foto: Divulgação/M

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) começou a julgar na manhã desta quinta-feira, 19, duas ações que pedem a cassação e inelegibilidade do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e do seu vice Geraldo Alckmin (PSB) por supostos atos ilícitos realizados no segundo turno das eleições de 2022. Os pedidos foram apresentados pela campanha do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), derrotado no pleito.

A primeira das ações acusa Lula e Alckmin de realizarem impulsionamento ilícito de propaganda eleitoral na ferramenta de anúncios do Google. A campanha de Bolsonaro afirmou que, ao utilizar as palavras-chave como “Lula condenação”, “Lula Tríplex” e “Lula corrupção PT” encontrou no Google uma página com anúncios pagos pela coligação do petista.

O outro processo aponta uso indevido dos meios de comunicação por parte da chapa de Lula e Alckmin ao contar com apoio de uma das maiores emissoras de televisão do País para difundir propaganda eleitoral.

O julgamento vai começar com as sustentações orais dos advogados das partes. Depois, o Ministério Público Eleitoral (MPE) apresenta seu parecer e, sem seguida, o relator, Benedito Gonçalves, lê seu relatório. A leitura dos votos pode ficar para uma sessão posterior.

Agência Estado

Mais notícias