Fortaleza gera mais de 3 mil postos de trabalho em outubro de 2023

Carteira de trabalho
Foto: Pedro Ventura/Agência Brasília

De acordo com os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Novo Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego, divulgados nesta terça-feira (28/11), Fortaleza é a 1ª capital do Norte e Nordeste na geração de empregos formais com carteira assinada. Os números referentes ao mês de outubro de 2023 mostram que a capital cearense alcançou um saldo de 3.090 postos de trabalho, entre admissões (26.605) e desligamentos (23.515). Desde janeiro de 2021 já foram gerados 103.151 empregos, respondendo por 50,87% dos empregos gerados no Ceará.

Em outubro de 2023, do saldo global de empregos no Ceará (6.130), Fortaleza foi o município que mais gerou (1º lugar) postos de trabalho, e respondeu por 50,4% das vagas. Outros municípios que se destacaram no quesito saldo positivo de emprego foram Maracanaú (505), Eusébio (385), Sobral (323) e Juazeiro do Norte (321). No acumulado do ano, Fortaleza gerou 27.941 novos postos de trabalho.

Ainda de acordo com o Caged, a capital segue no 1º lugar em estoque de vagas (689.927) e em 1º lugar no saldo de empregos gerados nas regiões Norte e Nordeste. Em outubro de 2023, Fortaleza (3.090) tem geração de emprego maior que 12 estados brasileiros: Amazonas (2.733), Maranhão (2.357), Rio Grande do Norte (2.257), Piauí (2.187), Mato Grosso do Sul (1.887), Tocantins (1.758), Sergipe (1.603), Goiás (682), Amapá (453), Rondônia (404), Acre (127) e Roraima (-115). O Grupamento de Atividades Econômicas foi liderado pelos Serviços (1.323), Construção Civil (742) e Comércio (711).

No Brasil, Fortaleza ficou atrás apenas de São Paulo (26.972), Rio de Janeiro (10.733), Brasília (5.179) e Curitiba (4.435). “Isso mostra, mais uma vez, que a política pública do prefeito José Sarto, que é de apostar no pequeno empreendedor – que gera sete em cada 10 empregos – e apostar em qualificação profissional e crédito orientado vem dando muito certo. É sempre um orgulho acompanhar o destaque da nossa cidade na geração de emprego e na criação de novas empresas. Por isso Fortaleza é o maior PIB do Nordeste”, pontua o titular do Desenvolvimento Econômico, Rodrigo Nogueira.

Mais notícias