Danilo Forte critica Cid Gomes e celebra união de deputados federais em torno das emendas

Danilo Forte. Foto: Agência Câmara
Foto: Agência Câmara

O deputado federal Danilo Forte (União) celebrou a união dos deputados federais cearenses em torno da distribuição das emendas da bancada estadual no Congresso. Ele destaca que os 22 parlamentares sacramentaram o acordo que garante R$ 145 milhões para dos recursos para o governo do Estado, o que representa 45% dos R$ 316 milhões a que o grupo tem direito. Desses, R$ 95 milhões devem ser destinados ao tratamento contra o câncer.

Ele aponta ainda que os valores devem aumentar, já que as emendas de bancada devem ter valores maiores no orçamento do ano que vem. “Haverá um aumento na hora de definição da Lei Orçamentária Anual (LOA) de algo em torno de 20% nas emendas de bancada”, explica. Os valores destinados ao governo do Estado devem chegar, portanto, a R$ 180 milhões, e os destinados ao tratamento do câncer, a R$ 120 milhões.

Forte diz que os parlamentares demonstraram uma “maturidade extraordinária” ao selar o acordo. Entretanto, ele criticou o senador Cid Gomes (PDT), que não endossou o acordo. De acordo com ele, Cid foi “inconsequente” e “infantil”. “(O acordo) demonstra que a arrogância dos Ferreira Gomes está chegando ao fim”, diz.

Cid foi contra o acordo defendendo que metade dos R$ 316 milhões, ou seja, R$ 158 milhões, fossem encaminhados para o tratamento oncológico. Nem ele e nem a senadora Augusta Brito (PT) endossaram o acordo firmado pelos outros parlamentares. Forte acredita, porém, que Augusta não deverá seguir endossando a posição de Cid.

 

Mais notícias