CW confirma que foi espionado “pelo aparelho de segurança do Ceará”: “Constrangedor”

Foto: Divulgação

O pré-candidato a prefeitura de Fortaleza, Capitão Wagner (UB), declarou que já foi espionado “pelo aparelho de segurança do estado do Ceará”. “Olha, eu já fui espionado pelo aparelho de segurança, comprovei isso. Denunciei. O Guardião me monitorou”, disparou em entrevista.

“Eu cheguei a escutar uma ligação telefônica minha com outra pessoa. Isso é constrangedor, porque eu fiquei imaginando a minha intimidade com a minha esposa sendo exposta por um aparelho institucional”, continuou. A declaração foi dada ao O Povo. 

Sua fala veio de questionamento sobre a possibilidade de ser espionado pela Agência Brasileira de Inteligência (Abin). CW, na ocasião, declarou que não duvida de mais nada. “Não duvido. Se aconteceu a nível de estado, não duvido que aconteça a nível federal. Não duvido que tenha acontecido nada disso”.

“É lógico que as provas precisam ser apresentadas, mas eu não duvido de nada em relação à espionagem”, finalizou CW. No momento, o cearense dedica seus últimos dias como secretário da Saúde de Maracanaú, uma vez que deve deixar o cargo até 29 deste mês para focar na pré-campanha por Fortaleza.

Camilo lamenta uso da Abin para espionar autoridades: “Confio no trabalho da PF para apurar responsabilidades”

Lula volta a criticar Bolsonaro, fragilizado por investigações da PF na Abin

Fortaleza: CW entrega secretaria em Maracanaú no final do mês para assumir como pré-candidato

Mais notícias