CPI das apostas terá 34 deputados; MST e Americanas, 27 cada

Foto: Elaine Menke/Câmara dos Deputados/Direitos reservados

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das apostas esportivas na Câmara terá 34 deputados, enquanto as CPIs do Movimento dos Sem Terra (MST) e a da Lojas Americanas terão, cada uma, 27 membros, com o mesmo número de suplentes. A leitura dos requerimentos para instalação dos colegiados foi feita pelo presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), durante sessão da Casa ocorrida nesta noite.

Os membros de cada comissão serão designados pelos líderes partidários. A CPI do MST, contrária aos interesses do governo, conta com a articulação da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), que protesta contra a onda de invasões de propriedades rurais deflagrada neste mês, como mostrou o Estadão/Broadcast. Os ruralistas acumulam atritos com a gestão petista nestes primeiros três meses.

O autor do requerimento de criação da CPI, o deputado Tenente-Coronel Zucco (Republicanos-RS), justifica que há “propriedades rurais produtivas sendo invadidas”, além de “um crescimento desordenado” dessas ações.

A CPI da Lojas Americanas, protocolada pelo líder do PP na Câmara, André Fufuca, prevê investigar o rombo contábil registrado na varejista. Já a CPI das apostas esportivas, de autoria do líder do PSB na Câmara, Felipe Carreras (PE), vai investigar esquemas de manipulação de resultados em partidas de futebol profissional no Brasil.

Agência Estado

Mais notícias