Ceará é o Estado mais inovador do Nordeste e 10º no Brasil, revela relatório da Fiec

Inovação. Foto: Divulgação

Por Átila Varela

O Ceará é o Estado mais inovador do Nordeste e 10º no Brasil. É o que revela a 5º edição do Índice Fiec de Inovação, um estudo que mapeia os principais pontos relacionados à inovação nas 27 unidades federativas do país e nas cinco grandes regiões, construindo rankings a partir de estatísticas quantitativas.

O Ceará possui o maior investimento em Ciência e Tecnologia e maior Intensidade Tecnológica e Criativa.

Segundo a publicação de 2023, no Brasil, os Estados líderes em inovação são: São Paulo (1º), Rio de Janeiro (2º), Rio Grande do Sul (3º), Minas Gerais (4º) e Santa Catarina (5º), consecutivamente. Já os estados que estão no fim da lista são: Tocantins (23º), Acre (24º), Alagoas (25º), Roraima (26º) e Amapá (27º).

Metodologia

O Índice Fiec de Inovação dos Estados é um produto composto de duas dimensões: Capacidades e Resultados, com seis indicadores cada. Ao todo são utilizados 28 subindicadores que resultam nos 12 indicadores. A dimensão de Capacidades compreende o que é necessário para que ocorra inovação nos estados, seja com disponibilidade de recursos, criação de produtos, processos ou negócios inovadores. A dimensão de Resultados pode ser referenciada como a inovação em si, ou seja, as consequências do processo inovador.

Esta estrutura coloca o estudo à frente dos demais, com uma variedade de subindicadores que consideram temas atuais, na seara da inovação e do desenvolvimento ambiental, apresentando uma metodologia evoluída. Exemplo disso são os indicadores de economia criativa e digital, além da sustentabilidade ambiental – que representa uma pauta latente, em todo mundo: a temática ESG (Ambiental, Social e Governança).

A publicação é uma realização do Sistema Fiec, com apoio da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI).

Mais notícias