Bolsas da Ásia fecham em alta, mas Sydney recua pelo 2º pregão seguido

Bolsa de Valores. Foto: Pixabay
Bolsa de Valores. Foto: Pixabay

As bolsas asiáticas encerraram os negócios desta terça-feira em alta, enquanto a de Sydney, a principal da Oceania, ficou no vermelho pelo segundo dia seguido, em meio a feriados que mantiveram fechados os mercados da China continental, de Hong Kong e de Taiwan.

Na volta de um feriado, o índice japonês Nikkei subiu 2,89% em Tóquio, a 37.963,97 pontos, atingindo o maior patamar desde janeiro de 1990, impulsionado em parte por balanços positivos. A ação da Tokyo Electron, por exemplo, saltou 13% após a fabricante de semicondutores elevar previsões para o lucro no ano fiscal.

Em Seul, também ao retornar de feriados, o sul-coreano Kospi avançou 1,12%, a 2.649,64 pontos, graças ao bom desempenho de ações ligadas a chips e materiais utilizados em baterias.

Já na Oceania, a bolsa australiana teve perdas pelo segundo pregão consecutivo, pressionada mais uma vez pela empresa de biotecnologia CSL. O S&P/ASX 200 caiu 0,15% em Sydney, a 7 603,60 pontos.

A ação da CSL, terceira maior companhia da Austrália em valor de mercado, recuou 2,75% após reduzir projeções de crescimento no curto prazo para seus negócios de deficiência de ferro e nefrologia. Ontem, a CSL já havia tombado 4,8%.

Investidores na Ásia e no Pacífico também aguardam, nas próximas horas, novos dados da inflação ao consumidor (CPI) dos EUA, que têm forte influência na trajetória dos juros básicos americanos

Agência Estado

Mais notícias