Agricultura consciente. Por Edson Trebeschi

Neste mês de março é comemorado o Dia Mundial da Água, e o alerta para a promoção de uma agricultura sustentável faz-se necessário. Eficiência operacional e preservação máxima dos recursos naturais devem fazer parte da rotina das empresas. Na maior produtoras de tomate do Brasil, a irrigação por gotejamento, por exemplo, reduz em até 50% a quantidade de água utilizada. Isto sem falar na tecnologia de mulching sobre os canteiros, que tem como propósito a redução de perda de água do solo, além de reduzir a temperatura da terra onde estão as raízes das plantas.

O cultivo em estufas também representa uma excelente alternativa de economia de água porque, no calor, as plantações ficam expostas ao sol por um período mais longo. Como resultado, elas perdem mais água, exigindo mais irrigação. Por isso, para driblar o calor e fazer com que as plantas não percam água em excesso, a proteção com telas apropriadas é uma técnica muito utilizada. Além de controlar a radiação ultravioleta na cultura, as estufas ajudam a ajustar a temperatura, reduzindo a transpiração e o ressecamento do plantio.

A construção de barragens para a irrigação também é uma estratégia muito utilizada nas empresas com o objetivo de reaproveitar a água da chuva na rega das plantações. Quando as mudanças climáticas interrompem os ciclos de chuva, esse sistema auxilia na manutenção das culturas, principalmente, nos meses de seca.

Outra preocupação ambiental diz respeito à proteção de matas ciliares próximas às nascentes e margens dos cursos d’água, que também melhoram a infiltração da água no solo e abastecem os mananciais. Tendo em vista que a agricultura utiliza em média 70% do consumo da água mundial, o Grupo Trebeschi não mede esforços para minimizar o impacto ambiental do processo produtivo, seguindo normas internacionais de práticas sustentáveis de plantio. Mais que um exemplo de preocupação ambiental, procuramos ser referência no uso consciente da água.

O tema da utilização consciente da água será amplamente discutido nos próximos dias em Fortaleza, durante o Seminário Água Innovation. Será uma oportunidade para a troca de conehicmento e incentivo ao uso eficiente da água no campo.

Mais notícias