Pesquisar
Pesquisar
Close this search box.

TRT Ceará: Semana da Conciliação gera R$ 31 milhões em acordos trabalhistas

Equipe Focus
focus@focus.jor.br

Os acordos homologados pela Justiça do Trabalho do Ceará durante a sexta edição da Semana Nacional da Conciliação Trabalhista, realizada de 23 a 27 de maio, somaram R$ 31 milhões. Coordenado em todo o país pelo Conselho Superior da Justiça do Trabalho, o evento reuniu órgãos de primeiro e segundo graus do Judiciário trabalhista que juntaram esforços para promover o maior número possível de acordos durante os cinco dias de mutirão.

“Nós tivemos muito êxito e alcançamos nossos objetivos nesta edição da Semana Nacional de Conciliação. Os números expressam isso. Os valores e o percentual de conciliações foram muito satisfatórios”, ressaltou o desembargador do Tribunal Regional do Trabalho do Ceará (TRT-7) Antonio Parente. O magistrado é o coordenador do Centro de Conciliação (Cejusc) e membro da Comissão Nacional de Promoção à Conciliação.

Foram realizadas 1.435 audiências com um total de 706 acordos. O que corresponde a um percentual de 50% de processos conciliados. Além dos R$ 31 milhões pagos aos trabalhadores cearenses, a Justiça do Trabalho também destinou aos cofres públicos R$ 335 mil referentes a contribuições previdenciárias e mais R$ 55 mil em Imposto de Renda. Ao todo, foram atendidas 4.472 pessoas.

Estatística

As estatísticas com valores e percentuais de acordos realizados durante a Semana Nacional de Conciliação agora podem ser acompanhadas remotamente. A Secretaria de Gestão Estratégica do TRT-7 passou a disponibilizar no site do Tribunal, a partir dessa sexta edição do evento, um quadro com toda a movimentação da Semana de Conciliação. Na página, é possível visualizar, dia a dia, a evolução de qualquer uma das 37 varas do trabalho do estado e também das unidades de segundo grau.

Movimento permanente

Segundo o desembargador Antonio Parente, o movimento pela conciliação na Justiça do Trabalho é permanente. Portanto, trabalhadores e patrões interessados em resolver suas pendências trabalhistas podem procurar o Cejusc de primeiro e segundo grau e solicitar uma audiência de conciliação a qualquer momento. As audiências podem ser requeridas por qualquer uma das partes interessadas ou por seus advogados. Basta entrar em contato respectivo Cejusc.

*Com informação TRT7

Mais notícias