Pesquisar
Pesquisar
Close this search box.

PDT Ceará: Cid protocola ação para reverter liminar que anulou eleição e reconduziu André à presidência

Foto: Gabriel Amora

O senador Cid Gomes (PDT) protocolou ação para reverter a liminar que anulou eleição que ocorreu na última assembleia do PDT. O ato foi garantido pela assessoria de imprensa do pedetista. 

Na tarde de ontem, segunda-feira, 16, o senador se tornou o novo presidente da legenda no Estado com 48 votos e uma abstenção. Minutos depois, no entanto, a Justiça suspendeu a convocação da reunião que elegeu o senador.

“Ante o exposto, DEFIRO PARCIALMENTE A TUTELA DE URGÊNCIA solicitada na exordial e inaudita altera parte, com base no art. 300, caput do CPC, somente no sentido de suspender os efeitos do edital de convocação de reunião extraordinária do PDT/CE, que marcou eleição da nova executiva Estadual para o dia 16/10/2023 às 15h, ou caso já tenha sido realizada a reunião que se suspenda os efeitos da mesma, até ulterior deliberação deste juízo”, anunciava a juíza Maria de Fátima Bezerra Facundo, da a28° Vara Cível de Fortaleza, no texto. André Figueiredo, que assume novamente a presidência, estava representado por advogado. 

O texto, em vista disso, confirma que a convocação da reunião extraordinária “não respeitou os trâmites mínimos necessários para sua realização”. Seriam eles: a convocação da reunião no prazo prévio de 20 dias e com inscrições para registro de chapa até as 18 horas do 5º dia anterior à realização.

Bastidores do PDT Ceará: Cid ansioso, Mauro inquieto e advogado de André na nova eleição da Executiva

Mais notícias