Pesquisar
Pesquisar
Close this search box.

“Nosso candidato a governo não foi eleito, mas temos uma responsabilidade com o Ceará”, diz Acilon

Foto: Gabriel Amora

Equipe Focus
focus@focus.jor.br

O prefeito de Eusébio e presidente do PL no Ceará, Acilon Gonçalves, destacou que a sua legenda deve executar uma “oposição responsável” ao governo petista de Elmano de Freitas.

Sua sigla fez oposição ao governador nas últimas eleições estaduais e apoiou o líder da oposição, Capitão Wagner (UB), derrotado no primeiro turno. 

“Nosso candidato a governo não foi eleito, mas temos altamente uma responsabilidade com o Ceará, então a nossa oposição é de respeito ao povo do Estado”, destacou. As informações são do jornal O Povo. 

Recentemente, o gestor, que compareceu na posse do governador, apontou que considerou como “boa” a transmissão de cargo de Izolda para Elmano. Além disso, em exclusiva ao Focus, afirmou que torce para que o Ceará avance nos próximos quatro anos.

“O meu munícipio está trabalhando, vendo como que fica toda parte econômica para gente ter um planejamento de mais dois anos, fazendo tudo que prometemos nesses quatro anos”, enfatizou.

Em relação a Bolsonaro (PL), que saiu do País dois dias antes da posse do presidente Lula (PT), Acilon, aliado do ex-presidente, apontou que espera o seu retorno. “Agora é esperar que ele volte e diga porque (fez isso)”, finalizou, sem entrar em detalhes.

Leia mais:

+ “Agora é esperar que ele volte e diga porque”, afirma Acilon após viagem de Bolsonaro aos EUA

Mais notícias