Pesquisar
Pesquisar
Close this search box.

Morre Eduardo Sanovicz, ex-presidente da Embratur e da Abear

Foto: Divulgação 

Morreu neste sábado (2) o ex-presidente da Agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo (Embratur) e da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear) Eduardo Sanovicz. O executivo faleceu aos 63 anos em Santos, sua cidade natal. Ele exercia atualmente o cargo de presidente-executivo do Conselho Deliberativo da Abear, e passava por um tratamento contra câncer de pâncreas.

Em sua conta no Linkedin, Eduardo Sanovicz apresenta-se como graduado em história, mestre e doutor em Ciências da Comunicação e professor doutor do curso de turismo da Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo (USP).

Ocupou a presidência da Embratur entre 2003 e 2006, durante o primeiro governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Na época, foi responsável pela implantação do Plano Aquarela e pela criação da Marca Brasil.

O falecimento de Sanovicz foi comentado nas redes sociais pelo presidente Lula e por vários colegas e entidades nas quais trabalhou.

“Eduardo Sanovicz foi um professor universitário e militante político brasileiro que durante toda a sua vida trabalhou pelo desenvolvimento do país de forma inclusiva e democrática. Militou contra a ditadura e pelas diretas e atuou para desenvolver o Turismo no Brasil. Trabalhou nas gestões petistas em Santos e São Paulo, foi presidente da Embratur no meu primeiro governo e presidiu a Associação Brasileira das Empresas Aérea “, disse Lula por meio do X, rede social que substituiu o Twitter.

Lula lembrou que, em agosto, Sanovicz recebeu uma homenagem na Embratur, “onde deixou um legado tão importante na imagem do país no exterior e no desenvolvimento do setor”. “Na campanha de 2022, no esforço de reconstrução democrática do Brasil, fez questão de colaborar com o plano de governo para o Turismo. Meus sentimentos e minha solidariedade aos familiares, amigos, alunos e admiradores de Eduardo Sanovicz”, complementou Lula.

O falecimento do executivo também foi comentado pelo ministro de Portos e Aeroportos, Márcio França, pelas redes sociais. “Edu sempre se dedicou de corpo e alma à aviação e ao turismo. Uma figura inspiradora, que vai deixar saudades. Que Deus conforte os corações de todos”, escreveu o ministro.

Embratur e Abear

A Embratur e a Abear também publicaram notas de pesar sobre o falecimento de Sanovicz.

“Toda nossa solidariedade à sua esposa Bete, sua mãe Diva, às “quatro Joias da Coroa”, como carinhosamente chamava seus filhos Mariana, Carolina, Gabriela e Artur; seus irmãos Roberto e Marcelo, e sua cunhada Vera. Nós, da Embratur, agradecemos muito pela sua amizade, ensinamentos, parceria e contribuição para o turismo brasileiro”, diz a nota da Embratur.

A Abear lembrou que Sanovicz é reconhecido como uma das principais lideranças da aviação comercial brasileira nos últimos 11 anos para o desenvolvimento do setor de turismo e, consequentemente, para o fortalecimento social e econômico do país.

“Em 2023, quando celebrou 30 anos de dedicação ao turismo, Sanovicz refletiu sobre tantas conquistas: ‘Nessa altura da vida me permito falar de forma muito sincera: eu só acredito no Turismo como forma de reduzir a miséria e a pobreza nesse país. A gente precisa entender para o que serve o nosso trabalho, e com isso a qualidade de entrega pode ser muito melhor’”, diz a nota da Abear.

A associação lembra que, antes da Embratur, Sanovicz foi diretor de Turismo da cidade de Santos, em 1993, onde foi um dos responsáveis pela implementação de planos de recuperação do Turismo da cidade. Entre 1997 a 2000, Sanovicz foi diretor do São Paulo Convention & Visitors Bureau, atualmente conhecido como Visite SP. De 2001 a 2003, foi presidente da Anhembi Turismo e Eventos da Cidade de São Paulo, atual SP Turis.

Agência Brasil

Mais notícias