Pesquisar
Pesquisar
Close this search box.

Moraes multa Monark em R$ 300 mil e manda investigar desobediência

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), multou o influenciador Bruno Monteiro Aiub, conhecido como Monark, em R$ 300 mil por descumprir decisões judiciais. Ele também determinou que Monark seja investigado para apurar suposto crime de desobediência.

Para Moraes, Monark violou decisões da Corte ao criar novos perfis após suas contas nas redes sociais serem bloqueadas. “A criação de novos perfis se revela como um artifício ilícito utilizado para produzir (e reproduzir) conteúdo que já foi objeto de bloqueio nestes autos, veiculando novos ataques, violando decisão judicial, o que pode caracterizar, inclusive, o crime de desobediência”, afirmou Moraes na decisão publicada há pouco.

O ministro também destacou que o influenciador “estaria burlando (mais uma vez) as regras de moderação da plataforma de distribuição de conteúdo Spotify, para não somente divulgar seu podcast, mas também auferir lucros com o conteúdo, através da monetização”.

Moraes havia determinado a suspensão dos perfis de Monark devido a conteúdos que instigaram os atos golpistas de 8 de janeiro, mas o influenciador criou novas contas. Em junho, o ministro proferiu nova decisão determinando o bloqueio de contas do influenciador e o proibiu de disseminar desinformação sobre o sistema eleitoral e o Supremo Tribunal Federal (STF).

Ele voltou a descumprir a decisão ao participar do podcast “Monark Talks”, onde entrevistou o blogueiro Allan dos Santos, também proibido de conceder entrevistas e ter perfis nas redes sociais. Na ocasião, ambos atacaram o STF e Moraes.

Agência Estado

Mais notícias