Lula tem 46%, Bolsonaro 33%, Ciro 6% e Simone Tebet 5%, aponta Genial/Quaest

Foto: Divulgação

Equipe Focus
focus@focus.jor.br

A quatro dias do primeiro turno das eleições presidenciais, pesquisa Genial/Quaest divulgada nesta quarta-feira (28) aponta que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) oscilou positivamente 2 pontos porcentuais (pp) em comparação ao levantamento de 21 de setembro, chegando aos 46%. Já o presidente Jair Bolsonaro (PL) oscilou negativamente 1 pp, agora com 33%.

De acordo com o levantamento, Lula teve um crescimento no eleitorado da região Nordeste, subindo 5 pp dentro do segmento, indo para 65%. O ex-presidente também cresceu entre o eleitor que recebe até 2 salários mínimos. Na última pesquisa divulgada, o petista tinha 51% dos votos neste segmento, e agora tem 56% do eleitorado.

O petista também cresceu entre quem recebe de 2 a 5 salários mínimos, ultrapassando Bolsonaro no segmento. O petista aparece com 42% das intenções de voto, ante 38% do levantamento anterior Bolsonaro, que tinha 40% nesse eleitorado, agora soma 36%.

Lula também cresceu 3 pp entre quem recebe o Auxílio Brasil, acumulando 57% das intenções de voto. Já Bolsonaro caiu 3 pp, agora com 26%. O programa de transferência de renda que substituiu o Bolsa Família já teve sua primeira parcela toda paga em agosto, e até aqui não alterou significativamente o voto dos mais pobres a favor de Bolsonaro.

Em terceiro lugar na corrida presidencial, aparece Ciro Gomes (PDT), que manteve os 6%, seguido de Simone Tebet (MDB), que também permaneceu estável com 5%. Soraya Thronicke aparece em quinto lugar, com 1%. Felipe d’Avila (Novo), Vera Lúcia (PSTU), Léo Péricles (UP), Padre Kelmon (PTB), Sofia Manzano (PCB) e Eymael (DC) não pontuaram. Brancos e nulos somaram 5%, e 4% não souberam ou não responderam.

Mudança de voto

O levantamento mostra que o voto é definitivo para 79% do eleitorado, já 20% dizem que podem mudar caso algo aconteça.

O eleitorado que tem mais certeza do voto é de Lula, com 85%, seguido de Bolsonaro, com 84%. Já 51% dos eleitores de Ciro têm certeza, enquanto os de Tebet, 50%.

Por outro lado, 66% dos entrevistados disseram que não estão dispostos a mudarem de voto para que o petista vença em primeiro turno. Outros 24% afirmaram que podem trocar de opção para que Lula liquide a fatura no próximo domingo, 2. Não souberam ou não responderam, 10%.

Segundo turno

Na simulação de segundo turno, o petista acumula 52% das intenções de voto, enquanto que o atual chefe do Executivo soma 38%. Em comparação ao último levantamento, Lula oscilou positivamente 2 pp, enquanto Bolsonaro oscilou negativamente na mesma quantidade.

A pesquisa ouviu 2 mil pessoas com 16 anos ou mais entre os dias 24 e 27 de setembro. A margem de erro é de 2 pontos porcentuais para mais ou para menos, considerando um nível de confiança de 95%. A pesquisa foi registrada junto à Justiça Eleitoral e protocolada sob o número BR- 04371/2022.

Agência Estado

Mais notícias