Pesquisar
Pesquisar
Close this search box.

Fortaleza: Seminário em parceria com a ONU explora os desafios jurídicos na América Latina e Caribe

Foto: Divulgação

Encerrou nesta sexta-feira, 22 de setembro, o Seminário Internacional “Desafios da Ordem Jurídica na América Latina e Caribe: Diálogos Globais”, em parceria com o Programa Harmonia com a Natureza do Departamento das Nações Unidas para Assuntos Econômicos e Sociais (DESA).

O evento que teve início na noite desta quinta-feira, 21, na Academia Cearense de Letras, contou com a participação de diversas autoridades do país na mesa de frente para discussões jurídicas contemporâneas, promovendo uma série de palestras e diálogos centrados nos desafios da ordem jurídica na América Latina e no Caribe, considerando a diversidade socioeconômica e cultural da região e a democracia como princípio fundamental.

Compôs a mesa do primeiro dia: Cristina Irene Leiva, o vice-prefeito de Fortaleza, Élcio Batista, Denise Carrá, Tales de Sá Cavalcante, Bruno Carrá, Dra. Germana de Oliveira e o membro da Associação Brasileira de Letras, Joaquim Falcão.

O Reitor do Centro Universitário Farias Brito, Dr. Tales de Sá Cavalcante, abriu os discursos saudando a Mãe Terra e citando uma fala de Bruce Albert e Davi Kopenawa, autores do livro “O espírito da floresta” onde destacam a importância do cuidado de todos com a natureza. “Vocês deveriam sonhar a terra, pois ela tem coração e respira”, discursou, relembrando ainda, da contribuição da instituição de ensino para o planeta. “Toda a energia elétrica consumida pela nossa entidade educacional nos 21 prédios, vem dos ventos de uma usina eólica. A cada ano são três toneladas de gás carbônico a menos na atmosfera, o equivalente a preservação de 20 mil árvores”, disse Tales.

A seguir, foi dada a oportunidade de fala para a Desembargadora Federal e Vice Presidente do Tribunal Regional Federal da 5ª Região, Dra. Germana de Oliveira, que destacou a força das mulheres nordestinas e a relevância do Seminário Internacional para levantar soluções para um mundo melhor.

Já no último dia do evento, no Teatro Nadir Saboya, aconteceu debates importantes em busca da efetivação dos direitos coletivos econômicos, sociais e culturais, em harmonia com os direitos individuais civis e políticos, como destacado na Opinião Consultiva 023/2017 da Corte Interamericana de Direitos Humanos.

O Seminário contou ainda com a participação de renomadas pesquisadoras da Rede de Especialistas da ONU sobre Harmonia com a Natureza, magistradas da Associação Internacional de Mulheres Juízas (IAWJ), e docentes do Centro Universitário Farias Brito, bem como de outras instituições de ensino do Brasil e do exterior.

Mais notícias