Pesquisar
Pesquisar
Close this search box.

Fluxo cambial total no ano até 1º de setembro é positivo em US$ 21,785 bi, revela BC

Euro. Divulgação.

O Brasil registrou fluxo cambial positivo de US$ 21,785 bilhões em 2023 até 1º de setembro, informou o Banco Central nesta quarta-feira, 6. No mesmo período do ano passado, havia entrada líquida de US$ 13,669 bilhões. Em 2022, o saldo foi negativo em US$ 3,233 bilhões.

No acumulado do ano, o canal financeiro apresentou saídas líquidas de US$ 18,196 bilhões. Isso é o resultado de aportes no valor de US$ 395,374 bilhões e retiradas no total de US$ 413,571 bilhões. O segmento reúne os investimentos estrangeiros diretos e em carteira, remessas de lucro e pagamento de juros, entre outras operações.

No comércio exterior, o saldo em 2023 é positivo em US$ 39,981 bilhões, com importações de US$ 154,469 bilhões e exportações de US$ 194,450 bilhões.

Nas exportações, estão incluídos US$ 23,186 bilhões em Adiantamento de Contrato de Câmbio (ACC), US$ 42,298 bilhões em Pagamento Antecipado (PA) e US$ 127,966 bilhões em outras entradas.

Agosto

O Brasil registrou fluxo cambial positivo de US$ 4,821 bilhões em agosto, divulgou o Banco Central, considerando o resultado preliminar, que não inclui ainda as operações de menor valor. Em julho, houve entrada líquida de US$ 2,514 bilhões.

O canal financeiro apresentou em agosto saídas líquidas de US$ 978 milhões. Isso é o resultado de aportes no valor de US$ 50,643 bilhões e retiradas no total de US$ 51,621 bilhões.

No comércio exterior, o saldo do mês foi positivo em US$ 5,799 bilhões, com importações de US$ 19,899 bilhões e exportações de US$ 25,697 bilhões. Nas exportações, estão incluídos US$ 2,502 bilhões em ACC, US$ 5,248 bilhões em Pagamento Antecipado e US$ 17,947 bilhões em outras entradas.

Semanal

De acordo com o BC, o Brasil registrou fluxo cambial positivo de US$ 2,333 bilhões na semana passada, de 28 de agosto a 1º de setembro.

O resultado foi totalmente explicado pelo fluxo comercial, que ficou positivo em US$ 3,238 bilhões no período. As importações foram de US$ 4,790 bilhões e as exportações de US$ 8,028 bilhões

Nas exportações, estão incluídos US$ 572 milhões em ACC, US$ 2,390 bilhões em Pagamento Antecipado e US$ 5,066 bilhões em outras entradas.

O canal financeiro, por sua vez, apresentou saídas líquidas de US$ 905 milhões no período. Isso é o resultado de aportes no valor de US$ 12,675 bilhões e retiradas no total de US$ 13,580 bilhões.

Agência Estado

Mais notícias