“Estou votando contra aqueles que não se dignificaram em continuar policiais militares”, dispara Heitor Férrer

Deputado Heitor Férrer
Deputado Heitor Férrer. Foto: Divulgação

Equipe Focus
focus@focus.jor.br

O deputado estadual Heitor Férrer (SD) declarou ser contra a anistia dos policiais militares que participaram do movimento paredista que durou 13 dias. Ele participa da votação da proposta de Emenda à Constituição (PEC) enviada pelo Governo à Assembleia Legislativa que proíbe concessão de anistia a militares que aderirem a paralisações.

“Eu estou votando contra a Polícia? Estou votando contra aqueles que não se dignificaram em continuar policiais militares. Aqueles que se locomoveram com máscaras. Aqueles que foram determinar o fechamento do comércio em Sobral. Aqueles que se insurgiram contra a corporação e a população cearense”, disparou.

“Não vou fazer favor constitucional a ninguém. Na Constituição se diz que o militar não pode fazer greve. Se faz, é uma violação da Constituição. E isso é trair a Pátria. A sociedade vê na Polícia um porto seguro”, pontuou.

Mais notícias