Ciro garante se aposentar caso não vença as eleições: “Se eu não for eleito, chega”

Foto: Divulgação

Equipe Focus
focus@focus.jor.br

O ex-governador do Ceará e candidato a Presidência do Brasil, Ciro Gomes (PDT), enfatizou que, caso seja derrotado em outubro, independentemente para quem seja, encerra a carreira política.

Essa é a quarta vez que o pedetista está na disputa. A primeira foi em 1998, onde ficou em 3º lugar, em 2002, assumindo o 4º lugar, e em 2018, novamente em 3º lugar. “E se eu não for eleito, chega para mim”, declarou.

“Estou inteirando 65 anos. Devotei minha vida inteira a este país”, disse o candidato em evento em Salvador. “Não tenho fortuna. Não tenho empresas. Abri mão de três aposentadorias. Nunca fui processado e, às vezes, me pergunto, vale à pena?”, questiona.

Mais notícias