Pesquisar
Pesquisar
Close this search box.

Cid se diz “surpreso” com retorno de André à presidência do PDT e afirma que irá convocar diretório para nova eleição

O senador Cid Gomes falou sobre a questão envolvendo o retorno de André Figueiredo para a Presidência do PDT.

Ao lado de parlamentares, incluindo Osmar Baquit, Lia Gomes, Samito Filho, Júlio Ventura, Evandro Leitão, entre outros, o senador destacou que irá convocar reunião do diretório estadual da legenda para eleger uma nova direção do partido no Ceará.

“Suspendeu uma licença que me colocava como presidente do PDT. A presidência, para mim, é só uma responsabilidade”, destacou Cid.

O senador pontuou que não foi avisado por André do retorno. “Nenhuma comunicação que retornava à presidência e alegava que compromissos de minha parte não haviam sido cumpridos. Não procede essa informação. Eu assumi um único compromisso, de que ele permaneceria na direção do diretório e uma nova executiva. Ele não pode alegar nenhum descompromisso meu”, explicou.

“Tenho uma firme convicção de que o sentimento amplamente majoritário, que se faz representar aqui”, destacou informando que 14 de 17 parlamentares o apoiam à frente do partido no Estado.

Cid falou que no período que assumiu o cargo, teve como missão “estancar a sangria” que acontecia na sigla, especialmente após o avanço do PT sobre as prefeituras.

“Minha luta é para segurar o maior número de candidatos nos 184 municípios”, completou.

Mais notícias