Camilo Santana aponta prioridades de sua gestão no MEC: “São muitos desafios”

Foto: Reprodução/UOL

Equipe Focus
focus@focus.jor.br

O ministro da Educação, Camilo Santana (PT), em seu primeiro discurso como gestor do MEC, elencou uma lista de prioridades para os seus primeiros dias na pasta. “São muitos desafios. Mas estou convicto de que conseguiremos avançar”, celebrou. 

“Estou determinando um estudo para retomada de todas as obras de creches, escolas e outros equipamentos da educação paralisadas por todo o Brasil por falta de repasse de recursos federais”, disse.

Além disso, o petista contou que trabalha em um plano para recuperar a qualidade da merenda escolar das escolas. “No Ceará, temos feito um trabalho permanente desde 2007, iniciado pelo então governador Cid Gomes, hoje senador, e continuado por mim e pela minha querida Izolda”, apontou.

“Criamos o PAIC, que começou com o apoio até o 5º ano do ensino fundamental, e ampliamos até o 9º ano com o +PAIC. Resultado disso é que o Ceará alcançou o primeiro lugar no Ideb nas séries finais do ensino fundamental e 2º nas séries iniciais”. PAIC é o Programa de Alfabetização na Idade Certa.

“Também vou fazer um plano de retomada do Fies e do ProUni para os nossos jovens. Mais investimentos em ciência e tecnologia. Um país que não investe em pesquisa está fadado ao fracasso”, finalizou.

Leia mais:

Vídeo: “Quando a educação precisou de apoio, ela foi desprezada”, diz Camilo em posse no MEC

Mais notícias