Pesquisar
Pesquisar
Close this search box.

Bolsas da Ásia fecham majoritariamente em alta, após corte de oferta da Opep+

Bolsa de Valores. Foto: Pixabay

As bolsas asiáticas fecharam majoritariamente em alta nesta segunda-feira, 3, enquanto investidores digeriam uma inesperada decisão de grandes produtores de petróleo de reduzir sua oferta

O índice acionário japonês Nikkei subiu 0,52% em Tóquio, a 28 188,15 pontos, e o Hang Seng teve ganho marginal de 0,04% em Hong Kong, a 20.409,18 pontos, enquanto na China continental, o Xangai Composto avançou 0,72%, a 3.296,40 pontos, e o menos abrangente Shenzhen Composto garantiu alta mais expressiva, de 1,14%, a 2.149,02 pontos. Em Taiwan, não houve negócios hoje devido a um feriado local.

Exceção na Ásia, o sul-coreano Kospi caiu 0,18% em Seul, a 2 472,34 pontos, interrompendo uma sequência de quatro pregões no azul.

No domingo, 2, países da Opep+ decidiram cortar sua produção de petróleo em mais de 1 milhão de barris por dia, a partir de maio e até o fim do ano, em um gesto que impulsionou os preços da commodity, reavivou temores sobre inflação e ampliou as chances de que o Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA) eleve juros de novo em maio.

A notícia da Opep+ deu um impulso a ações de energia em Tóquio e também da bolsa australiana, a principal da Oceania. O índice S&P/ASX 200 avançou 0,63% em Sydney, a 7.223,00 pontos, no sexto pregão consecutivo de ganhos.

Com o foco no setor petrolífero, novos dados da manufatura chinesa ficaram em segundo plano. O PMI industrial chinês medido pela S&P Global/Caixin recuou de 51,6 em fevereiro para 50 em março, sinalizando estagnação no setor manufatureiro. Divulgado na semana passada, o PMI oficial industrial da China também caiu no mês passado, mas continuou acima da barreira de 50 que indica expansão da atividade. Com informações da Dow Jones Newswires. 

Agência Estado

Mais notícias