Pesquisar
Pesquisar
Close this search box.

Arrecadação de empresas de private equity que investem na China está caindo

Foto: PublicDomainPictures/Pixabay

A arrecadação de empresas de private equity que investem na China praticamente secou. Os dias de lucros altos e fáceis também acabaram. As empresas chinesas estão encontrando cada vez mais dificuldade para abrir o capital em Hong Kong e nos Estados Unidos, limitando as estratégias de saída de muitos fundos de private equity.

Os retornos dos fundos chineses nos últimos dois anos também decepcionaram os investidores.

Os fundos de private equity baseados em dólares que têm pelo menos metade de seu capital investido na China levantaram apenas US$ 1,4 bilhão no primeiro semestre de 2023, uma queda de cerca de 89% em relação ao ano passado, segundo dados da Preqin. A captação global de fundos de private equity caiu cerca de 15% no mesmo período.

O rápido aumento das taxas de juros nos EUA, desde o ano passado, criou dores de cabeça para empresas de private equity em todo o mundo. Isso pôs fim a mais de uma década de dinheiro barato e baixos retornos do mercado de títulos, que tornaram o private equity e o capital de risco ainda mais atraentes para os investidores.

As empresas de private equity que investem principalmente na China enfrentam uma série de outros obstáculos, incluindo a vagarosa recuperação econômica do país, uma queda nas avaliações do mercado de ações e uma crescente relutância entre os investidores internacionais em alocar dinheiro em ativos chineses.

O governo Biden está preparando uma ordem executiva para restringir o investimento de capital de risco e private equity na China e em outros países, informou o Wall Street Journal anteriormente. Fonte: Dow Jones Newswires.

Agência Estado

Mais notícias