Após nove anos, Açude Castanhão ultrapassa 30% de reserva hídrica

Foto: Divulgação

O Açude Castanhão, maior reservatório do Ceará e maior açude para múltiplos usos da América Latina, atingiu 30% da sua capacidade na última sexta-feira, 14. A última vez em que esteve em torno de 30% foi em outubro de 2014.

O reservatório, que tem capacidade para acumular 6,7 bilhões de metros cúbicos (m³) de água, atualmente se encontra com 2,04 bi m³. Nos últimos anos, o açude amargou o volume crítico, chegando a apenas 2,08% em fevereiro de 2020. Em fevereiro deste ano, início da pré-estação chuvosa, o acumulado era de 19,64%.

Além do abastecimento da região do Vale do Jaguaribe e seus usos múltiplos, quando necessário, o açude Castanhão ajuda no abastecimento hídrico da Região Metropolitana de Fortaleza, o que não acontece desde 2021, pois os reservatórios da RMF atingiram 100% de suas reservas e a transferência de água não foi necessária.

O Ceará tem atualmente uma reserva hídrica de 9 bilhões de m³, o que corresponde a 48,52% do total. 62 açudes estão sangrando, o maior número dos últimos 12 anos. Este número pode ficar ainda maior, pois 10 açudes estão acima de 90% da capacidade.

Mais notícias